FLÁVIO DINO AFIRMA QUE BOLSONARO NÃO DIALOGA COM O NORDESTE

O governador do Maranhão, Flávio Dino, afirmou em entrevista na última quinta-feira (22) que o presidente eleito Jair Bolsonaro não tem realizado uma transição com projetos voltados para a região nordestina até o momento.

“Na campanha, não houve um debate sobre os problemas reais do Brasil. Isso está se evidenciando agora nessa transição, em que fica claro que não há sequer um programa. É uma transição muito desorganizada, muito desencontrada”, afirmou.

Dino aproveitou para falar que há um certo receio por não sabe exatamente quais propostas devem ser aplicadas em prol do desenvolvimento do Nordeste e do Brasil como um todo.

“Nenhum de nós sabe precisamente o que vai acontecer para que haja crescimento da economia, geração de empregos e ampliação de investimentos públicos, que são tão necessários para melhorar a saúde e a mobilidade urbana, por exemplo”, acrescentou.

Para completar, o governador afirmou que Bolsonaro não apresentou propostas palpáveis para as pessoas mais pobres desde o início de sua campanha e segue sem fazê-lo neste período de transição.

“Até o momento, não vimos nada que possa significar esse diálogo; não só com nossa região, mas com as camadas mais pobres do povo”, concluiu.

Agenda de crescimento

Na quarta-feira (22), os governadores do Nordeste se reuniram em Brasília e elaboraram uma carta com os principais pontos para uma agenda de crescimento econômico, incluindo investimentos públicos, obras rodoviárias, hídricas e logísticas.

“É uma agenda positiva, para resolver os problemas da população”, disse Flávio Dino. Os governadores também mostraram forte preocupação com a saída dos cubanos do Mais Médicos. Para o governador do Maranhão, é um “monumental equívoco”.

Deixe uma resposta