BRASIL SENTE REFLEXOS DE TERREMOTO NA BOLÍVIA

Um tremor de terra considerável atingiu hoje (02) parte de quatro estados brasileiros. Os abalos foram sentidos em São Paulo (São Carlos, Santos e Marília), Minas Gerais (Urbelândia, Belo Horizonte e Araxá), Paraná e Rio Grande do Sul (Santa Catarina).

Um terremoto na Bolívia de magnitude 6,8 na escala Richter, em Carandayti, a 10 km do epicentro do tremor de terra, provocou impacto em diferentes regiões do Brasil na manhã desta segunda-feira (2).

O abalo foi registrado próximo à fronteira com o Paraguai, com 557,2 km de profundidade.

Em São Paulo, o tremor de terra foi sentido em diversos edifícios da avenida Paulista e prédios tiveram de ser esvaziados. Moradores da rua Augusta e da avenida 13 de Maio também relataram terem sentidos os impactos.

Outros estados também registraram tremores de terra. No Distrito Federal, em Brasília, também foram sentidos os tremores intensos. No Rio Grande do Sul, moradores de Passo Fundo também precisaram esvaziar prédios por volta das 11h30 nesta manhã. O abalo foi sentido ainda em regiões de Curitiba e Cascavel, no Paraná.

Um prédio comercial de 10 andares foi esvaziado no Barro Preto, na região centro-sul de Belo Horizonte, na manhã desta segunda-feira (2), após relatos do tremor. Segundo o Corpo de Bombeiros, a instabilidade foi sentida do sexto pavimento para cima. Equipes de resgate estiveram no local e não detectaram riscos de desabamento. O prédio já foi liberado para circulação.

A assessoria da Defesa Civil de Itajaí, em Santa Catarina, informou que três pontos do município acionaram a Polícia Militar comunicando que sentiram o tremor. No entanto, técnicos da Defesa ainda não confirmaram a ocorrência.

De acordo com o Centro de Sismologia da USP, o terremoto que atingiu a Bolívia nesta manhã é considerado muito forte. Segundo especialistas, moradores de prédios com estruturas mais profundas puderam sentir o tremor de forma mais intensa.

O Corpo de Bombeiros, que recebeu chamados para a zona leste, norte e centro, informou que nesses casos a instrução é evacuar os prédios pelas escadas de emergência.

Segundo o coordenador do Laboratório de Sismologia do Serviço Geológico do Brasil, Marco Ferreira, o terremoto da Bolívia é considerado de alta magnitude. Assim sendo, as ondas se propagam de modo radial e pode ser sentido em diversas cidades do país. “Em termos de posicionamento, quanto mais alto, mais fácil sentir a vibração”, disse. O coordenador assegura que os prédios, nessas regiões, são bem construídos e não irá ter danos em decorrência do abalo.

Deixe uma resposta