Os Hospitais Antenor Abreu e o Materno Infantil, são a cara do prefeito Filuca, o suprassumo da incompetência, diz Leonardo Sá!

15035f6a-c93f-4120-8305-1bd7fa2e6919

Não é preciso fazer muitos arrodeios para se perceber a incompetência do prefeito de Pinheiro, basta apenas sair na porta das suas casas que logo percebem o descaso deparando-se com milhares de buracos e ruas mal cuidadas, cheias de matos por todos os lugares e sem falar na fedentina advinda das milhares de fossa jogadas nas sarjetas e que correm pelas portas das casas a céu aberto, isso em todo o município, nos povoados é que a coisa é mais grave, estradas quase intransitáveis e postos de saúde servindo até de curral de bois.

Pois bem, mas na saúde, ou melhor na falta dela é que a incompetência virou desrespeito, descaso total com os milhares de cidadãos pinheirenses que diariamente vão a procura do bem mais precioso que todos nós possuímos, pelo menos deveríamos ter e a todos ser oferecido com qualidade, a Saúde.

Mas em Pinheiro nos hospitais municipais a realidade é outra totalmente diferente da realidade do Hospital Macro Regional da Baixada, administrada pelo Dr. Leonardo Sá, sonho alcançado por todos os pinheirense e baixadeiros no governo Flávio Dino e que tem salvado vidas de centenas e centenas de cidadãos todos os dias ininterruptos. Mas vamos nos ater aos hospitais do município.

“O Hospital Antenor Abreu e o Materno infantil , são a cara da administração Filuca, faltam médicos , equipamentos , medicamentos , são hospitais sujos e de mal cheiro, uma afronta à saúde pública , sem condições alguma de funcionamento, falo com conhecimento, lá ocorrem não mortes e sim assassinatos diariamente, essa é a triste realidade do nosso município, a culpa é única e exclusiva do atual Prefeito Filuca, os secretários dele, são apenas figuras de enfeite, ele é o responsável pela calamidade da saúde municipal”, disparou Leonardo Sá.

“Contra fatos não existem argumentos” disse ainda Leonardo Sá, para mostrar que não dar pra comparar a forma humanizada de fazer saúde hoje no Macro Regional, administrada pelo mesmo, com a forma desumana dos hospitais municipais, administradas pelo ditador e incompetente prefeito Filuca Mendes (PMDB), não possuem nada, nada mesmo, apenas a parte física dos prédios e funcionários com três meses de salarios atrasados. Uma vergonha!

Deixe uma resposta