Escola Estadual Elizabeto Carvalho, transformada em Camelódromo – Isto é uma vergonha!!!

12717701_168340876878455_6372926834603852345_nA sociedade pinheirense ainda não absorveu a ideia absurda do maquiavélico prefeito, de transformar a Escola Estadual Elizabeto Carvalho, em um Camelódromo.

Junto, me passou também a indignação que sentia, considerando que, mais uma vez a sociedade pinheirense se depara com uma situação de falta de respeito, por parte do atual e mal intencionado prefeito de acabar, com os valores históricos e culturais do município e do nosso povo.

É a nossa história que mais uma vez empurram pelo ralo: A Escola Estadual Presidente Médici, foi derrubada para que o seu terreno passasse a abrigar a construção de um posto de saúde; a escola estadual Odorico Mendes que em breve tempo será desativada como ensino médio e será entregue a UEMA, a Escola Estadual Elizabeto Carvalho, a mais antiga Escola Pública do município, já deu lugar para a implantação de um Camelódromo.

Se faz necessário que a classe política, mas principalmente esse prefeito irresponsável, sem nenhum compromisso com educação do nosso município, aprenda a valorizar e preservar a história de nossa cidade e do nosso povo, assim como nosso povo precisa acompanhar mais de perto as ações dos ‘ditos’ nossos representantes políticos.

Chega de dizer que ‘não gosta de política’ e se manter alheio às ações daqueles que ajudamos eleger, lhes conferindo poder através dos nossos votos. É preciso que a população acompanhe de perto as sessões do Legislativo Municipal, prestar atenção nas matérias apresentadas e postas em votação e assim, ter oportunidade de reagir de imediato diante de projetos de leis que contrariem os interesses de toda a sociedade. É preciso mais do que nunca, que saiamos das conversas de comadres, das esquinas, das mesas de bares e que diante de situações como esta, onde um prefeito irresponsável, autoriza que o prédio de uma escola se transforme em camelódromo e que nossa indignação ganhe forças, formas, ações concretas, saia do anonimato, de conversas isoladas e se faça representar através do Ministério Público, por exemplo, para que possamos preservar a nossa história.

Ações são necessárias e urgentes para conscientizar a classe política, entre estes, a atual chefe do Executivo Municipal, bem como os membros da atual Legislatura, de que é preciso saber retroceder, quando há o entendimento de que uma ação impensada e irresponsável, contraria os princípios e a vontade de toda uma sociedade.

Infelizmente hoje este apelo já é muito tarde, não agimos e agora já esmagaram, já jogaram no chão parte significativa da trajetória educacional de tanta gente que, ainda criança, adolescente e ou adulto, aprendeu as primeiras letras, as primeiras palavras, escreveu as primeiras frases e cresceu para o mundo…Assim como tantos passaram por lá, ensinando. Foi ai, na Escola Estadual Elizabeto Carvalho, nas salas, corredores e área livre, que muitos de nós pinheirenses demos os nossos primeiros passos para alcançarmos nossos objetivos, enquanto cidadãos de bem e aprendemos a construir nossas próprias histórias, que não importa onde estejamos, se confundem com a história de Pinheiro.

Não estamos aqui considerando desnecessária a construção de um Camelódromo, pelo contrário, sabemos a necessidade urgente de desafogar as calçadas das ruas do comércio e em consequência, garantir melhor qualidade ao trânsito. Bastava, entretanto, escolher outra área, em outro local, que não fosse exatamente a Escola Estadual Elizabeto Carvalho.

Quanto às pessoas que acham a coisa mais natural do mundo, a destruição de patrimônios históricos, ou que defendem simplesmente a incoerência das ações políticas de alguns, exclusivamente por questões políticas partidárias, infelizmente só temos a lamentar.

Povo pinheirense a causa é única, é nossa, é de todos: Escola Estadual Elizabeto Carvalho, transformada em Camelódromo, infelizmente já é uma realidade.

Isso é uma vergonha! LUTEM! Lutemos JUNTOS!!!

Deixe uma resposta