GOVERNO LANÇA CAMPANHAS DE PREVENÇÃO AS DST’s/AIDS NO PERÍODO CARNAVALESCO

Foto-1-Governo-do-Estado-lança-campanha-de-prevenção-às-DSTs-AIDS-no-período-carnavalesco

Neste período de intensificação de ações de educação em saúde para a prevenção de DSTS/AIDS preservativos são distribuídos em todos os municípios do Estado. Foto: Francisco Campos/SES

As festas momescas já se aproximam e para intensificar as ações de prevenção e promoção da saúde, o Governo do Estado, por meio da Secretária de Estado de Saúde (SES), deu início à campanha de Carnaval 2016, com o tema: ‘Carnaval da prevenção acontece no Maranhão. Partiu, teste’, com ações voltadas ao público jovem entre 15 e 24 anos. A campanha será realizada em parceria com as regiões de saúde e prefeituras municipais por meio das Secretarias Municipais de Saúde (Semus) e Coordenações Municipais DSTs/AIDS e Hepatites Virais.

A SES recebeu do Ministério da Saúde (MS) cerca de três milhões de preservativos (masculino e feminino) que já foram distribuídos em todos os municípios do estado. Nesse período de intensificação de ações de educação em saúde para a prevenção de DSTs/AIDS, o quantitativo é ampliado e distribuído em locais de maior vulnerabilidade.

Nesse sentido, o Departamento Estadual de Atenção às DSTs/AIDS estará nos dias 27 a 29 de janeiro nos municípios de Santa Helena e Vitória do Mearim para ressaltar a importância da prevenção contra o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), e outras doenças sexualmente transmissíveis.

As ações envolvem palestras educativas, blitz com a distribuição de folders, e orientações da prática sexual segura para segmentos de maior vulnerabilidade nos municípios. A SES distribuirá cerca de 500 mil unidades de preservativos, além de fazer exposição de cartazes e banners, alertando para o tema. O material será distribuído em instituições parceiras, blocos carnavalescos e agremiações, prostíbulos, postos de gasolina, dentre outros.

A escolha dos municípios para intensificação da campanha no Carnaval foi devido à relevância de novos casos nos últimos anos. Em Santa Helena, ao todo, foram 30 casos notificados de AIDS em 2015, de acordo com o Sistema Nacional de Notificação (Sinan). Em Vitória do Mearim foram 12 casos no mesmo período.

Municípios vizinhos dessas duas localidades também serão visitados. “A mensagem geral que o Estado pretende passar vai além da prevenção. Precisamos reforçar a esse público que é necessário fazer a testagem rápida do HIV e, em caso positivo, iniciar o tratamento, destacando o conceito de prevenção combinada, ou seja, camisinha+teste+medicamento”, explica o coordenador do Departamento Estadual de Atenção às DSTs/AIDS, Orlando Frazão.

O Maranhão apresenta 14.286 casos de AIDS notificados no período de 1985 a 2015, sendo 62,4% em homens, e 37,6% em mulheres. A faixa mais infectada ainda é de 25 a 49 anos, com um percentual de 84,9% do total de casos. Na faixa etária entre 13 e 19 anos, a prevalência é nas mulheres desde o início dos anos 2000. Em 2014 foram registrados no Maranhão, de acordo com o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, 1.200 casos de AIDS em todas as faixas etárias. Em 2015 foram 505 casos.

Desde o início da epidemia no país, até ano passado, foram registrados 798.366 casos no Brasil. Houve queda no percentual de casos novos na população heterossexual, enquanto há registro de aumento na população homossexual, reforçando a necessidade de intensificar as ações de prevenção nesse público.

Fonte: SECOM

Deixe uma resposta