GOVERNO DO (MA) DISPONIBILIZA TELEFONES PARA A POPULAÇÃO DENUNCIAR FOCO DO AEDES AEGYPTI (Mosquito causador da Dengue, Chicungunya e Zica).

2.-Foto-de-Francisco-Campos-500x281-430x241Para reforçar os serviços de atendimento às denuncias da população sobre criadouros do mosquito Aedes Aegypti – transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika vírus-, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), montou uma equipe exclusiva para atender as denúncias.

Por meio dos telefones (98) 3268-6286 e 3268-6585, as pessoas podem avisar aos técnicos do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde da SES (Cievs), sobre possíveis criadouros que existam em espaços públicos ou privados.

Para auxiliar na denúncia, é importante que a população informe o endereço ou ponto de referência do local onde o foco do mosquito precisa ser verificado e exterminado. Todas as denúncias são encaminhadas às equipes do Programa de Combate ao Aedes Aegypti de cada município do Maranhão, que realizam a vistoria e executam os procedimentos de aplicação de larvicidas, entre outras atividades de campo.

Por ser uma das cidades com o maior número de casos de Dengue no Estado, a capital, São Luís, disponibiliza o número do telefone direto da coordenação municipal (98) 3212-8282. O atendimento funciona todos os dias da semana, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Alguns moradores já estão utilizando o serviço, que é o caso da Maria de Sousa Costa. Semana passada, observou da sacada do seu apartamento, uma caixa d’água destampada em uma casa que fica nas proximidades de sua residência no bairro Renascença, em São Luís.

“Na verdade, era uma maternidade de mosquitos a céu aberto. Quem passa na rua não consegue perceber que a caixa d’água está destampada devido à altura, já que ela fica em cima do segundo pavimento da casa. Porém, como moro no quarto andar do prédio ao lado, verifiquei e liguei para o disque denúncia da SES. O mosquito que nasce lá pode voar e picar qualquer um que mora aqui em casa. Por isso, precisamos ficar atentos”, explica a moradora Maria de Sousa Costa.

Os municípios de São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar também realizam mutirões de combate ao mosquito nos bairros com maior índice de infestação. As equipes de supervisão técnica estão acompanhando o trabalho dos agentes de endemias nesses bairros, visitando as residências para colocação de larvicidas nos locais de armazenamento de água e solicitando da SES apoio na disponibilização dos carros de Ultra Baixo Volume (UBV), conhecidos como “fumacê”.

Denúncia por aplicativo

A coordenação de combate ao mosquito do município de Trizidela do Vale disponibilizou, recentemente, a forma de denúncia pelo aplicativo de celular whatsapp. Qualquer morador da cidade pode tirar uma foto ou vídeo dos locais com focos do Aedes Aegypti e enviar pelo aplicativo, solicitando a visita dos agentes de endemia à residência. O número do whatsapp disponível é (98) 98104-7628.

Fonte: SECOM

Deixe uma resposta