VEREADOR STÉLIO CORDEIRO DEFINE PREFEITO DE PINHEIRO COMO “SOLDADO DO DIABO”.

Com a frase “ Filuca é soldado do diabo”  o
vereador Stélio Castro, definiu o prefeito de Pinheiro Filuca Mendes (PMDB) por vetar o
projeto de lei de numero 03/2015.

O teor central  do documento proibi a comercialização de
bebidas alcoólicas e a realização de festas dançantes e / ou congêneres
na Zona Urbana do município quando da realização do evento MARCHA PARA
JESUS, este ano, previsto para acontecer em Pinheiro dia 14 de novembro,
no ato religioso das igrejas evangélicas e convidados.

O projeto expressa ainda,  proibir a liberação de alvarás de
licenciamentos para a realização de eventos para o dia da caminhada.  O
não cumprimento da lei, o infrator deve ser multado em mil reais.

O setor jurídico da prefeitura entendeu que a matéria é
inconstitucional, daí fez com que Filuca fosse contra o projeto, ou
seja, no dia da Marcha para Jesus pode haver comercialização de bebidas ilícitas e realizações de festas.

O Veto foi encaminhado para a comissão de Justiça para dar o
parecer final sendo a mesma composta pelos vereadores Oziel Meneses
(evangélico) Enésio e Sinval Sousa.

O vereador João Moraes, usou a tribuna
para pedir aos companheiros que derrube o veto do prefeito. pois não
estar  em questão a inconstitucionalidade, sim a festa para JESUS. O que chamou atenção que o projeto recebeu cerca de catorze
assinaturas dos quinze vereadores e com o veto do prefeito alguns dos
seus aliados estão querendo seguir o mesmo pensamento do executivo.
 

De acordo com informação não confirmada alguns pastores em
reunião com o prefeito Filuca acataram o argumento do executivo que a
lei é inconstitucional.

Mas em compensação  os pastores foram contemplados com
palanque e som para marcha para Jesus doados pelo prefeito. A falta de
decisão para o bem estar em nome de Deus que existe muito Judas por ai. 

Retirado do Portal CacInfocus.

Deixe uma resposta