PINHEIRO – TRASPARENCIA NA CONTRATAÇÃO DE FUNCIONARIOS DO HOSPITAL Dr. JACKSON LAGO, É ELOGIADA POR FUNCIONARIOS SELETIVADOS

O princípio da impessoalidade
caracterizou a contratação de profissionais da área da saúde para
trabalharem no Hospital Regional da Baixada Maranhense Dr. Jackson Lago.
O hospital foi inaugurado em setembro pelo governador Flávio Dino para
atender a mais de 600 mil pessoas da Baixada Maranhense e o modelo de
contratação rompeu com a prática de indicação para as vagas, o que
ocorria nos anos anteriores na rede estadual de saúde.

“A forma escolhida para selecionar os
profissionais foi baseada na vivência profissional, o que na minha
avaliação foi justa e eficaz, com isso, temos uma equipe motivada e
esforçada a fazer o melhor pela saúde de quem é atendido nesse
hospital”, declarou a enfermeira Denise Boas, 30 anos, que comemorou o
novo modelo de gestão.

O modelo de contratação também foi
destacado pela supervisora de Recursos Humanos (RH), Ana Janaína Santos
Ramalho, de 32 anos. “Achei organizada e eficaz a forma como fomos
chamados e podemos ver que temos profissionais capacitados,
comprometidos com o trabalho que desempenham”, ressaltou.

Foram registradas 5.532 inscrições para
preencher as 396 vagas disponíveis para diversos cargos de nível
fundamental, médio, técnico e superior. Dentre as vagas, 20 foram
ocupadas por pessoas com necessidades especiais. Dentre os critérios
avaliados durante a análise dos candidatos estão: a formação acadêmica, a
experiência no cargo pretendido e a entrega dos documentos exigidos em
edital.

“Por meio desses certames, a pessoa para
trabalhar na Rede Estadual de Saúde não depende mais de indicação. Ela
pode conquistar uma vaga mediante esforço próprio, estudo e vivência
profissional. Esse é o principio da impessoalidade, onde a SES está
oportunizando o trabalho a todos, levando em consideração, sobretudo, a
qualificação e o mérito”, destacou o secretário de Estado da Saúde,
Marcos Pacheco.

Deixe uma resposta