DEPUTADO DIZ QUE FLAGROU UM GENRO DE DESEMBARGADOR FAZENDO NEGOCIATA EM POSTO DE GASOLINA

O deputado estadual Fernando Furtado (PCdoB) se envolverá em mais uma
polêmica. Depois de chamar índios de “viadinho”, antropólogos de
maconheiros e ofender até a Igreja Católica, o comunista agora resolveu
disparar contra o Judiciário do Maranhão.
Mais um áudio sobre o
discurso de Furtado no mês de julho, durante uma Audiência Pública no
município de São João do Caru-MA, foi divulgado hoje (6). Nele o
comunista diz que deputados – sem citar nomes, têm ficado incomodado por
ele ter denunciado que há negociatas no Tribunal de Justiça para
retornar prefeitos aos cargos.
“Eu fiz o meu
pronunciamento incomodando alguns deputados que tem trânsito no Tribunal
e fazem negociatas, pra poder voltar prefeitos com R$ 100 mil e R$ 200
mil, em posto de gasolina”.
E disse mais: que passou uma noite em um posto de gasolina em São Luís e flagrou um genro de desembargador fazendo negócios. “Eu
fui passar uma noite de domingo em um posto de gasolina em São Luís pra
flagrar uma negociata dessas com um genro de um desembargador, eu
estava lá de madrugada vendo tudo”.
A forte
declaração do deputado Fernando Furtado cai como uma bomba no Judiciário
Maranhão e seu discurso coloca em “xeque” a conduta de todos os
desembargadores.
Vale lembrar que está não é a primeira vez que
magistrados são denunciados. Ainda este ano o deputado federal Hildo
Rocha se pronunciou da tribuna da Câmara Federal para denunciar uma
suposta tentativa de negociata no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA).

Deixe uma resposta