NOTA DE FALECIMENTO – MORRE AOS 35 ANOS O DIRETOR AUXILIAR, DA ESCOLA DOM UNGARELLI DE PINHEIRO

Morreu ontem (15) aos trinta e cinco anos após um infarto fulminante o Professor Nélio Sérgio Costa, que atualmente respondia pela pasta de diretor auxiliar I na escola CE Dom Ungarelli.
Nélio, assumiu a pasta nomeado juntamente com o companheiro Professor Sandro Lima, e estavam a três meses desenvolvendo um trabalho na escola, que é motivo de vários elogios por parte da comunidade escolar, e até por pessoas ligadas a educação como um todo.
Ontem pela manhã o professor sentiu-se mal após participar de uma atividade física na escola a qual era diretor, onde disputou duas partidas envolvendo funcionários e alunos da escola, saindo alegando uma forte dor na perna esquerda, chegando em casa, comunicou a sua esposa, uma dor no peito, foi feito pela sua companheira uma massagem, e que segundo ele tinha melhorado.
A tarde o companheiro Nélio assim como vários outros colegas se reunem para bater uma bolinha na quadra do CAIC, o professor jogou a primeira partida normalmente, depois voltou para a segunda partida, onde chegou a estar em quadra por apenas cinco minutos e saiu sentindo-se muito mal, sentou-se na arquibancada e logo foi socorrido pelos colegas que ali estavam, mais sem muito sucesso, Nélio ainda foi levado ao hospital, mais infelizmente nada pode ser feito, haja vista que o mesmo já tinha entrado em óbito.
O professor e diretor Nelio, deixa um legado muito forte na comunidade estudantil, os seus ex alunos e os atuais de um cursinho no qual era professor, sentiram muito a sua perda, tal foi a comoção que logo que a noticia se alastrou, a escola Dom Ungarelli encheu-se de amigos vindos de varios lugares por onde o companheiro professor deixou a sua marca registrada.
Todas as pessoas e em sua maioria alunos e ex alunos e professores tiveram a oportunidade de prestar uma ultima homenagem ao companheiro em sua residência na qual o seu corpo foi velado por uma hora, e após, foi encaminhado a capital São Luis, onde sua família reside e que reclamou a presença imediata do seu corpo.
O corpo do meu amigo pessoal e companheiro de batalha, está sendo velado na Pax União, em frente a escola modelo no centro de São Luis.
Não existem palavras, línguas, gestos ou mesmo pensamentos que possam
expressar a dor, a mais profunda dor, o ápice da dor. Ela é tão
profundamente dolorida e fere a alma cortando lenta e dolorosamente com o
lado cego da faca.

É dor, dor, dor, somente dor. E não cede, não acalma, não dá trégua. E a
alma se contorce, revolve, chora, berra e geme em lamentos surdos, que
tomam o corpo, que fazem cambalear e entontecer o espírito.

A dor da perda não tem som, não tem voz, e invade o âmago do ser
silenciosa e cruelmente fazendo doer e adoecer o corpo. Massacra a alma a
tal ponto de tudo ao redor perder o sentido. Tudo. Tudo perder o
sentido e o brilho da vida. 

Vá em paz meu amigo e, saiba que aqui você construiu só amizades sinceras, e um dia voltaremos a nos encontrar, pois acredito na ressurreição e no paraíso, lugar onde estás nesse momento. Nélio, você deixou em nós uma saudade cara, que não posso mensurar, uma tristeza amigo, por saber que não teremos mais você nos ajudando no dia a dia da nossa escola…Deus está contigo meu irmão!!!!
Meus pêsames a toda a família, conte comigo!

Deixe uma resposta