CRIME BIZARRO: CANIBAL MATA E ESQUARTEJA DUAS MULHERES E SE ALIMENTAVA DA CARNE NO PARÁ

 
Na noite deste sábado (9), o
assassino psicopata, necrófilo e canibal Rafael da Silva Ribeiro, confessou ao
Delegado de Polícia de Breu Branco Rommel Souza, ter sido ele o autor do crime,
que culminou com a morte de Maria Zélia Ribeiro dos Santos, 46 anos, natural do
estado do Piauí e de Joana Cristina da Silva Soares, 48 anos, natural de São Domingos do Capim/PA, ambas estavam desaparecidas,
o nacional “Rafael” assumiu, a autoria dos crimes, e contou que as
esquartejou e as desossou, para que pudesse dar fim do corpo sem
levantar
suspeitas, inclusive, as partes da carne que estavam na geladeira,
“Rafael” afirmou
que esta consumindo como alimento.
Duplo assassinato – O nacional
Rafael da Silva Ribeiro também confessou ter matado e esquartejado sua
companheira, proprietária da casa onde morava no bairro do Batata, no município
de Breu Branco, sudeste paraense, Joana Cristina da Silva Soares, 48 anos, natural de São Domingos do Capim/PA, e que também a enterrou em diversos pontos do
quintal da residência.
Descoberta de mais um cadáver
No início da manhã deste domingo (10), dia das Mães, os peritos criminais,
juntamente com a equipe de remoção do IML de Tucuruí, retornaram ao município
de Breu Branco, e realizam nova perícia de local de crime, culminando com a
remoção dos restos mortais da companheira de Rafael da Silva Ribeiro, Joana Cristina da Silva Soares, natural de São Domingos do Capim/PA.

Segundo relatos dos delegados
de Breu Branco Rommel Souza e do delegado de Tucuruí Eduardo Paisani, que estão
à frente das investigações o nacional Rafael da Silva Ribeiro e contumaz nesta prática
criminosa, e com absoluta certeza, no decorrer das investigações, será descoberto
um número ainda maior de vítimas mortas de forma bizarra pelo elemento de altíssima
periculosidade.

Deixe uma resposta