SUPOSTO PAI PROMETEU R$ 3.000,00 POR ASSASSINATO DE BEBÊS GÊMEOS

O comerciante que mandou matar os
supostos filhos, de 40 dias, e a mãe dos bebês prometeu R$ 3.000 para o
pedreiro que executou o crime. Matuzalém Ferreira Júnior, 49 anos, o
mandante, e Antônio Moreira Pires, o Pedrão, foram indiciados pela
Polícia Civil por homicídio triplamente qualificado.
O delegado Jucélio de Paula Silva, que
assumiu o caso, encerrou e encaminhou o inquérito à Justiça na
quinta-feira (9). Ele não tem dúvidas que Ferreira encomendou a morte
das três vítimas.
O Pedrão confessou que matou apenas a
mãe, mas, pelas provas, não há dúvidas de que o dinheiro oferecido era
pela morte dela e dos bebês.
A dupla está presa temporariamente em
Franca, no interior de São Paulo. O policial já fez o pedido de
conversão para prisão preventiva. Os dois vão responder pelos
assassinatos, com os agravantes de promessa de recompensa, motivo fútil e
recurso que dificultou a defesa das vítimas.
A polícia ainda aguarda o resultado do
exame de DNA para comprovar se as crianças são filhas do suspeito.
Amostras de sangue fornecida por Ferreira e colhida das vítimas foram
encaminhadas para a Superintendência da Polícia Técnico-científica
paulista.
O crime
O crime foi encomendado para esconder os
filhos que o comerciante teria tido fora do casamento. Mesmo sem ter
certeza que é o pai dos meninos, Ferreira mandou matar Izabella Marques,
de 22 anos, que morava em Uberaba, no Triângulo Mineiro, e o casal de
recém-nascidos.

Deixe uma resposta