Em Zé Doca dois homens são linchados pela população, depois de terem estrupado uma mulher na fente do marido enquanto ele era mantido amarrado e espancado

Foi morto por populares o segundo
acusado de participar do estupro da mulher em frente ao marido no
povoado Ebenezia, zona rural de Zé Doca. Segundo as informações, a
população localizou o acusado em um matagal distante a 2 km do povoado
Quadro.
Emanuel Feitosa foi amarrado e entregue polícia
O acusado identificado como Samuel
Roseno Ferreira, aproximadamente 27 anos, foi linchado pela população. O
mesmo foi morto a facadas e a tiros. 
O acusado também estava em companhia de
Emanuel Feitosa que foi amarrado e levado para o povoado Ebenezia e em
seguida foi entregue para a polícia. Segundo as informações, Emanuel não
teve participação no estupro da mulher e disse que teria fugido por
medo de também ser linchado.
Segundo Emanuel Feitosa que está preso,
disse que tanto ele, como também o acusado Samuel Roseno, 27 anos, que também foi linchado, residiam na
cidade de Bom Jardim.
De acordo com as informações, cerca de
200 homens estavam à procura do elemento desde a noite de domingo quando
ocorreu o crime no povoado. Nesta mesma noite, a população também
linchou o outro acusado de participar do estupro Gildenir Souza
Patrício de 24 anos.
Os dois elementos linchados estupraram a
mulher na frente do marido, enquanto ele era mantido amarrado. Enquanto
a mulher era abusada sexualmente, o marido da vítima era espancado por
um dos elementos.

 Fonte: César Sousa

Deixe uma resposta