Bacuri – TJMA derruba pela segunda vez o Prefeito Baldoino

Caiu pela segunda vez o Prefeito Baldoino de Bacuri, ontem (13), o Tribunal de Justiça do Maranhão, na pessoa do Desembargador ANTONIO FERNANDO BAYMA ARAUJO, atendendo um pedido do Ministério Publico do Maranhão, que recorreu da ação civil publica por ato de improbidade administrativa, caçou pela segunda vez o Prefeito JOSÉ BALDOINO DA SILVA NERY.
A Promotoria de Justiça de Bacuri através da Promotora Dra. Alessandra Darub Alves, que esteve recentemente respondendo pela Comarca de Pinheiro, requereu cópia, em julho do ano passado,
de todos os contratos de prestação de serviço de transporte escolar
firmado pelo município. Mesmo assim, os documentos não foram
encaminhados ao MPMA.
Além disso, o Ministério Público pontuou que foi forjada licitação de
2014, “em função de eventuais fraudes no transporte escolar” fazendo-a de forma retroativa. Para concretizar esse objetivo, o
município teria falsificado a assinatura de um advogado que prestou
serviços a Prefeitura de Bacuri.
Entenda o caso:
Em abril deste ano, oito estudantes morreram quando eram transportados
da escola para casa em uma caminhonete improvisada, que bateu de frente
com um caminhão carregado de pedras e caiu em uma ribanceira, na MA-303,
no interior do Estado. Outros oito alunos, de um total de 30 que
estavam no veículo, ficaram feridos. De acordo com as investigações, um
menor de idade dirigia no momento do acidente.

O juiz Marcelo Farias já havia determinado o bloqueio
dos bens do prefeito e de mais oito pessoas indiciadas pela morte e
lesão corporal dos estudantes após investigação do Ministério Público do
Maranhão (MP-MA) apontar fraudes da comissão de licitação do município
referentes à prestação de transporte escolar. 

Deixe uma resposta