PRESIDENTE SARNEY – PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE PRESIDENTE SARNEY, DESRESPEITA JUSTIÇA, DAR POSSE A 2º SUPLENTE DE VEREADOR, DEIXANDO O DONO DA VAGA O 1º SUPLENTE DE FORA.

Porquê assumiu o 2º Suplente e não o 1º Suplente da coligação “O Progresso Continua II”na Câmara municipal de Presidente Sarney? Esta é a pergunta que não quer calar, e que toda a população Sarneyense e maranhense está se fazendo.
Com a palavra o Ministério Publico e a Justiça Eleitoral.

O Prefeito Edson Bispo Chagas (PMDB), nomeou para o cargo de
Secretario de Urbanismo o então Vereador 
Eleurde Costa (PMDB), e com a ida do edil para a secretaria, abriu-se uma
vaga na câmara, o então presidente da casa Adelmo Moraes (PTB), empossa mesmo
contra a Justiça Eleitoral o 2º suplente  Hilton
Torres (PSD) da Coligação “O Progresso continua II”, que obteve 177 votos , em
detrimento do 1º suplente, Zé do Povo (sem partido) também da coligação “O
Progresso continua II”, que obteve 253 votos, apto a assumir o cargo que é seu
de direito.

A ação de empossar o Hilton Torres  (PSD), e não o Zé do Povo (sem partido), segundo
informações colhidas desde a cidade de Presidente Sarney, teria partido
do Prefeito Edson Chagas, pelo simples fato do Zé ser hoje um dos seus
principais desafetos políticos no município, como se o então prefeito, fosse o
dono de tudo e de todos e, ainda agindo como um verdadeiro Coronel dos
longínquos tempos Imperiais.

O presidente da Câmara, o Vereador Adelmo Moraes (PTB), segundo
Zé do Povo, está de todas as formas dificultando o acesso às cópias da Ata e do
Termo de posse da sessão, que como parte interessada tem o direito de tê-las, para
preparar a sua defesa buscando o restabelecimento da Lei. O que de acordo com
alguns operadores do direito, o presidente está agindo arbitrariamente ao não observar o
regimento interno da casa do povo, além de querer arbitrar  uma situação que não lhe pertence, pois o mesmo
não é Juiz de direito. Sendo assim, Zé do Povo irá representar judicialmente contra o Adelno Moraes, cabendo ao edil ser responsabilizado por todos
esses desmandos causados.
Os eleitores do então 1º suplente Zé do Povo, irá também entrar com um mandato de segurança na Justiça eleitoral, para garantir e salvaguardar o direito de ser empossado o mais breve possivel. O caso que poderia ter sido resolvido de forma hordeira e pacifica, agora ganha contornos de rivalidades, prometendo o Zé do Povo, ir até as ultimas instâncias da Justiça para reaver a sua vaga.

Aguardem o desfeicho desse fato aqui no blog.

Deixe uma resposta