PINHEIRO – MORREU HOJE, UM DOS JOVENS ENVOLVIDO NO TIROTEIO DO SABADO DE CARNAVAL,NA VILA DONDONA SOARES.

Morreu na madrugada de hoje, por
volta das 2 horas em São Luís, o jovem, RAIMUNDO NONATO
VALE de 20 anos, mais conhecido por “Lourinho” que segundo a sua Mãe a Sra. ANA
MARTINS VALE, ele teria sido vitima da dupla “Júnior Capeta” e “Coquita” no dia
14 de Fevereiro deste ano, sábado de carnaval.

 

O “Lourinho” juntamente com mais
dois outros jovens,  foram baleados nesse
sábado (14) por volta das 14:30 horas no bairro Dondona Soares nesta cidade, os mesmos foram internados em estado
grave no Hospital Antenor Abreu, onde receberam os primeiros atendimentos médicos.

O Raimundo Nonato Vale (20), como
o seu estado era mais grave em relação aos outros dois jovens fora encaminhado
para o Socorrão II na capital do Estado, e após 20 dias de internação não
resistiu aos ferimentos provocados pelos tiros, vindo a óbito nesta madrugada.

Segundo relatos da sua Mãe, no
sábado dia 14 de fevereiro do corrente ano, dois homens chegaram em uma moto,
desceram,  onde um deles invadiu a casa de sua
Mãe, Avó da vitima onde moram com a sua família, já com a arma em punho
e atirando contra o jovem pedreiro, que sem chances de defesa se escondera
atrás de sua Mãe, que ainda tentou salvá-lo dos tiros, sem obter êxitos, saiu
correndo e pedindo por socorro. 
O outro meliante teria ficado do lado de fora
na Moto a espera do comparsa. A Mãe da vitima teria reconhecido
os dois bandidos, sendo que segundo ela, quem atirou no Raimundo Nonato Vale
(20) foi o “Coquita” e o que teria ficado na Moto a espera, era o “Júnior
Capeta”. No mesmo dia a Policia entrou em campo, e com as investigações
chegaram ao esconderijo do “Júnior Capeta”, onde deram voz de prisão ao mesmo,
e foram recebidos a bala, segundo relatos da Policia Militar registrados no BO na Delegacia Regional de Pinheiro.

Na troca de bala com a Policia
Militar o João Elias Junior,  vulgo
“Júnior Capeta” tombou vindo a óbito no local, e ainda diligenciando a Policia
chegou ao outro envolvido o “Coquita” que não reagiu a ordem de prisão, foi
preso e conduzido a Delegacia Regional, onde já tinha contra ele um mandato de
prisão preventiva.

Deixe uma resposta